• Tainara Cavalcante

Amoêdo pede urgência no impeachment de Bolsonaro

O político que declarou voto para o atual presidente em 2018, se manifestou contra em seu Twitter, onde ainda compartilhou um abaixo assinado.

Foto: Reprodução


Depois de vários pedidos de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por todos os lados, agora foi a vez do ex-presidente do partido novo, João Amoêdo fazer o pedido também.


Através da sua conta do twitter ele ainda ressaltou que o tema deve ser visto com prioridade e que “estamos atrasados” em buscar a medida. "Ainda mais urgente do que a construção da 3ª via, é a abertura do processo de impeachment", escreveu.


O político, que declarou publicamente o seu voto em Bolsonaro, agora pede a sua saída. Ele ainda compartilhou um documento para os seguidores assinarem o pedido de impeachment.


Em abril, Amoêdo também assinou um manifesto junto algumas outras figuras políticas, como o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), o apresentador Luciano Huck (sem partido), o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), o ex-governador Ciro Gomes (PDT).

0 comentário