• Tainara Cavalcante

Auxílio Emergencial será prorrogado por mais três meses

Agora, os pagamentos serão feitos até outubro, mas ainda com o valor reduzido.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil


À Folha de S. Paulo, o Ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que o auxílio emergencial será prorrogado por mais três meses. Ele acredita que toda a população será vacinada contra a COVID-19 até outubro, por isso só falou de três parcelas.


A última rodada do auxílio vai até o mês que vem, mas até pouco tempo, não se tinha uma certeza se iria continuar ou não.


Mesmo com a confirmação é possível que o dinheiro demore um pouco para chegar ao bolso dos brasileiros. Isso porque o Ministro diz que só poderá garantir depois que falar com o Ministério da Cidadania e o Ministério da Saúde.


Na semana passada, o auxílio estava certo para apenas dois meses, em um custo estimado em 18 bilhões. Contudo, na terça-feira (8) ele confirmou que seriam três meses, o que vai elevar o valor para 27 bilhões.


Ao contrário dos R$600,00 do início, pago para até dois membros da família, parece que a nova rodada de pagamentos será semelhante as últimas adotadas, que variam de acordo com a família de R$150,00 a R$375,00.


O governo também prevê a formulação do novo Bolsa Família assim que o auxílio for finalizado.


0 comentário