• Elisa Costa

Bolsonaro concede honraria a general do Exército após o arquivamento das punições de Pazuello

Também foram homenageados o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Foto: Marcos Correa/PR


Foi publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (07/06/2021), o decreto que condecora o comandante do Exército, general Paulo Sérgio de Oliveira, com o grau mais alto da Ordem do Mérito da Defesa. A honraria é voltada àqueles que prestam serviços relevantes ao Ministério da Defesa e às Forças Armadas e foi concedida pelo presidente da república, Jair Bolsonaro.


Com 44 anos de Exército, o general Paulo Sérgio de Oliveira foi comandante militar do Norte e integra o Alto-Comando do Exército. Na última semana, Paulo “livrou” Eduardo Pazuello (ex-ministro da Saúde) de suas punições após o político participar de uma manifestação em apoio ao presidente no Rio de Janeiro.


Eduardo Pazuello havia quebrado as normas militares, mas de acordo com um comunicado emitido pelo Exército, “não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar por parte do general Pazuello”. Após as declarações, o procedimento administrativo que tinha sido aberto contra o ex-ministro foi arquivado.


A condecoração da Ordem do Mérito da Defesa é concedida em quatro níveis em quadro ordinário e em quadro suplementar: grau de Grã-Cruz, grau de Grande-Oficial, grau de Comendador e grau de Oficial. Entre os homenageados, também estavam o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).




0 comentário