• Ghiri

Bolsonaro: só Deus me tira da cadeira presidencial, e me tira, tirando a minha vida

Em sua tradicional live de quinta-feira, o presidente comentou o fato de Carmem Lúcia dar cinco dias para Arthur Lira dar explicações do porque não foi dado encaminhamento ao impeachment.


Em vídeo, Bolsonaro comentou decisão da atual ministra do Supremo Tribunal Federal, Carmem Lúcia, na qual a mesma estabeleceu prazo de cinco dias para que o presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) dê explicações sobre a não abertura dos processos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Atualmente, a Câmara tem mais de cem requerimentos contra o presidente da República engavetados.


O prazo estabelecido pela magistrada é em resposta a um mandado de injunção feito pelo advogado Ronan Botelho que afirma haver uma lacuna na legislação ao não se estabelecer um prazo para abertura dos processos de impeachment. O deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) e o vereador paulista Paulo Rubinho Nunes, ambos integrantes do MBL, também entraram com um recurso semelhante junto ao STF.A ação feita por eles ainda não foi analisada pela relatora Cármen Lúcia.


Bolsonaro em sua já tradicional live de quinta-feira comentou tal decisão da magistrada, e disse:

"Realmente eu acho que tem alguma coisa de errado ou de muito errado a muito tempo no Brasil [...] Eu não quero aqui, me antecipar, falar o que eu acho sobre isso, só digo uma coisa, só Deus me tira da cadeira presidencial. E me tira obviamente tirando a minha vida." Em referência a um possível processo de impeachment.

0 comentário