• Ghiri

Bruno Covas descarta lockdown por falta de estrutura para fiscalização

Atualizado: Jul 24

Atual prefeito de São Paulo descartou novo lockdown. Na manhã de hoje São Paulo registrou o primeiro óbito devido a Covid-19 por falta de leito de UTI.


Bruno Covas (esq.) atual prefeito de São Paulo. Foto: Gilberto Marques.


Bruno Covas (PSDB/SP) em entrevista a GloboNews nesta manhã de quinta-feira (18/03/2021) informou que o sistema de saúde da cidade está entrando em colapso:

“A gente vê, infelizmente, colapsando o sistema de saúde”

A atual taxa de ocupação em UTIs na cidade está em 88% segundo o prefeito. Apesar de descartar o lockdown Bruno Covas anunciou que a prefeitura deve tomar algumas medidas para reduzir a contaminação na cidade, entre as propostas está a de antecipar feriados, medida já utilizada em 2020 e que segundo Covas se mostrou eficiente.


Quanto ao lockdown, o pesedebista alegou ser inviável em função do efetivo de guardas civis metropolitanos (GCM) da cidade de São Paulo, que conta com 1000 funcionários.


“No município é inviável decretar lockdown. A gente tem 1.000 guardas da GCM (Guarda Civil Metropolitana). É inviável fiscalizar se as pessoas estão saindo de casa com mil guardas”

Tags:

0 comentário