• Ghiri

Carlos Wizard deverá ser convocado a depor na CPI da Covid

Atualizado: Jul 24

Bilionário e fundador da rede Wizard esteve envolvido em lobby por mudança na bula da cloroquina.


Carlos Wizard, o bilionário proprietário da rede de escolas de língua inglesa, Wizard e que chegou a ser cotado para a posição de ministro da saúde no governo Bolsonaro será convocado a depor durante a CPI que ocorre no Senado Federal para investigar a possível omissão do executivo no enfrentamento a pandemia de coronavírus.


Wizard estaria envolvido no lobby realizado por empresários e outras personalidades para que a bula do remédio defendido pelo governo fosse alterada com ambições políticas. O remédio em questão seria a Cloroquina, que foi amplamente difundida pelo presidente Bolsonaro como uma alternativa eficaz no tratamento da Covid apesar de especialistas e pesquisadores não confirmarem a eficácia do medicamento.


Em diversas ocasiões Bolsonaro surgiu publicamente demonstrando a caixa do remédio.


A informação de que Carlos Wizard deverá depor na CPI foi veiculada pelo jornalista Octavio Guedes do Portal G1. Há relatos da existência de um "Ministério Paralelo da Saúde" no qual era defendida a Cloroquina


"A CPI da Pandemia vai convocar o empresário Carlos Wizard para depor porque tem indícios de que o chamado 'Ministério Paralelo da Saúde', que defendia cloroquina, que não tem eficácia comprovada no tratamento contra a Covid, e contaminação em massa para atingir imunidade de rebanho, tinha ele como um dos financiadores", informa Guedes.


"Wizard era conselheiro do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e chegou a ser anunciado como secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Recuou depois de insinuar que governadores e prefeitos inflavam o número de mortos para receber mais dinheiro", lembra ainda o repórter. "Um dado importante: enquanto fechava as portas para a Pfizer, que queria vender vacinas e não cloroquina, o governo Bolsonaro dava acesso a Wizard e a sua guru, a médica Nise Yamaguchi, ao presidente, a ministros de estado, ao Itamaraty e ainda colocava a TV estatal para divulgar as ideias da dupla."


O Senador Randolfe Rodrigues confirmou a convocação de Carlos Wizard e declarou:


"Ele tem que explicar que comitê é esse, que mais parece o 'Ministério Paralelo da Saúde' que a CPI vem descobrindo, e que agia em paralelo ao Ministério oficial e à revelia da ciência"

Tags:

0 comentário