• Ghiri

Datena deixa MDB e diz que não irá para nenhum partido

Apresentador da Rede Bandeirantes cancela sua filiação pelo MDB, partido no qual iria concorrer a vice prefeitura de São Paulo em 2020 e diz estar desiludido com a política.


O apresentador de TV, José Luiz Datena, disse em seu programa diário, na manhã de ontem (06/04/2021), que está deixando o partido político Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Datena destacou como motivo para tal decisão a desilusão com o atual cenário político.

“Resolvi sair do partido que eu estou, que é o MDB, pelo qual eu ia concorrer à vice-prefeitura de São Paulo com o Bruno Covas”

Comentando sobre a atual gestão do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, Datena teceu críticas ao mandatário e disse:

“Ainda bem que eu não concorri porque o Bruno Covas, o que ele foi de bom prefeito no lugar do Doria, surpreendendo a todo mundo, com independência, com capacidade - isso tirando a coragem que ele tem como ser humano, de enfrentar o câncer, de pegar Covid e continuar como prefeito - agora, como político ele voltou pior 1 bilhão de vezes. Quase que eu entrei nessa barca. Eu teria saído antes, mas resolvi sair hoje”

Apesar da desilusão com a política Datena não descartou um possível retorno ao meio. O apresentador tem participação na política desde 1992, quando filiou-se ao Partido dos Trabalhadores, no qual permaneceu até o ano de 2015.

“Se um dia eu encontrar gente honesta para me aliar, decente, que tenha vontade de ajudar o povo tudo bem”

Confira em vídeo:


Ao longo de sua carreira dentro do meio político, Datena já passou por diversas legendas, entre elas:

  • PT(1992-2015)

  • PP(2015-2017)

  • PRP(2017-2018)

  • DEM(2018-2020)

  • MDB(2020-presente)


CANDIDATURA A PREFEITURA DE SÃO PAULO


No dia 28 de julho de 2015, o Partido Progressista anunciou Datena como seu único pré-candidato à prefeitura de São Paulo nas eleições municipais de 2016. Dias depois, deixou o PT, ao qual estava filiado havia mais de treze anos, para se juntar ao PP, mas amenizou as expectativas sobre sua pré-candidatura. Á época, PSDB e PSB também cortejavam o apresentador. No entanto, durante seu programa na rádio Bradesco Esportes FM no dia 18 de janeiro de 2016, anunciou que estaria desistindo da candidatura motivado por denúncias de corrupção contra o Partido Progressista. Em 2017,chegou a se filiar pelo Partido Republicano Progressista, mas ficou apenas 6 meses.



0 comentário