• Tainara Cavalcante

Deputado Luis Miranda tumultua na CPI após seu nome ser citado

Na tarde de hoje, Dominguetti apresentou uma suposta prova do envolvimento do deputado na compra das vacinas

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado


O dia foi tumultuado em mais uma reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Há poucos minutos, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) apareceu na sessão causando tumulto, após ser citado pelo PM Luís Carlos Dominguetti, que prestava depoimento.


A comissão investiga algumas irresponsabilidades do governo na gestão da pandemia do coronavírus. A chamada de CPI da COVID, ouviu Miranda nos últimos dias, que revelou suspeitas na compra da vacina Covaxin da índia.


O Policial Militar depõe depois de ter dito receber propina do Ministério da Saúde ao ofertar 400 milhões de doses da vacina AstraZeneca. Ele é representante da Davati Medical Supply.


A confusão começou quando o policial militar, Carlos Dominguetti apresentou uma suposta “prova” que o deputado teria intermediado a compra das vacinas. Contudo, no áudio apresentado não aparece a palavra “vacina”.


Dominguetti afirmou que Luis Miranda o procurou para negociar a aquisição de imunizantes e em resposta, o deputado disse que a conversa não se tratava sobre a compra de vacinas.


"O sr. é a única pessoa neste país que escutou uma referência ao irmão do deputado (Luis Miranda) neste áudio que o sr. apresentou. Isso aqui não é lugar para molecagem.Tem noção da gravidade que o senhor tá fazendo?", disse o senador Alessandro Vieira à Dominguetti.


Ele ainda acrescentou que a CPI deveria decretar prisão em flagrante ao PM por falso testemunho. Contudo, o presidente da Comissão, o senador Omar Aziz negou o pedido.

0 comentário