• Paulo Henrique Faria

Duelo de duplas: Ciro & Neto contra Geno & Cida

Atualizado: Mai 16


Por Paulo Henrique Faria

Formado em jornalismo e pós-graduado em História Cultural. É analista político e vocalista de duas bandas de Heavy Metal nas horas vagas.


Bolsonaro retomou sua perseguição contra adversários e/ou inimigos políticos nos últimos dias. As duas novas vítimas de sua sanha autoritária foram o youtuber Felipe Neto e o presidenciável e ex-governador Ciro Gomes. O primeiro foi investigado pela Polícia Civil – da qual não detém a jurisdição para tal – por ter suspostamente violado a Lei de Segurança Nacional; tudo porque chamou Bolsonaro daquilo que ele é: GENOCIDA. Entretanto, o tiro realmente saiu pela culatra, pois a justiça dias depois suspendeu a absurda investigação e, assim, Neto foi amplamente defendido em todas as redes sociais. Segundo levantamentos da Arquimedes Consultoria foram mais de 270 mil menções, só no Twitter, com a hashtag #BolsonaroGenocida; sem contar que boa parte dos mesmos defenderam Felipe.


O outro caso veio à tona na última sexta-feira (19/03), quando O Estadão e, posteriormente, toda a imprensa, grande e pequena (veja essas matérias no WeNews - Ciro Gomes é alvo da PF por críticas a Bolsonaro + Ciro Gomes se pronuncia após virar alvo da PF a mando de Bolsonaro: Tentativa de Intimidar), noticiou que a Polícia Federal abriu inquérito para investigar Ciro Gomes. E pasmem, o pedido foi assinado pelo próprio Presidente da República (PR), o senhor Jair Messias Bolsonaro (sem partido); vulgo genocida. Porém, a exemplo de Felipe Neto, Ciro foi claramente abraçado pela internet. Além dos militantes, correligionários, muitas figuras políticas do PSB, PCdoB, PSOL, Rede, bem como figuras liberais, artistas, economistas, jornalistas e influencers em geral.


Ciro tem se destacado em sua atuação como um dos principais líderes oposicionistas. Ele faz duras e justas críticas aos absurdos de Bolsonaro e seu Governo desde os primeiros dias de 2019. Em todas as inúmeras entrevistas que concede sempre apresenta os crimes de Bolsonaro antes e durante o mandato presidencial. O político pedetista já assinou e participou efetivamente de dois pedidos de impeachment contra Bolsonaro por delitos realizados nesta terrível pandemia do Coronavírus. Sem contar ainda ao relevante pedido junto ao Tribunal Penal Internacional de Haia, na Holanda. A corte acatou em junho de 2020 o pedido feito pelo jurídico do PDT; com isso o PR irá responder em breve por sua postura desumana no combate ao Covid-19 no Brasil.


Se ao perseguir Felipe Neto foi um tiro no pé, com Ciro Gomes foi um tremendo tiro na cabeça. Ciro tem variadas provas de que Bolsonaro, seus familiares e apoiadores cometeram crimes como: peculato, lavagem de dinheiro, entre vários outros delitos. É por essas e outras que o líder da extrema-direita brasileira não processa Ciro por calúnia. Ele sabe que tem culpa no cartório e que Ciro tem como provar tudo do que o acusa.


Esquerda petista é seletiva na solidariedade?!


O que me chamou bastante a atenção neste episódio de perseguição contra Ciro Gomes foi a postura dos lulistas/petistas. Dos grandes nomes do Partido dos Trabalhadores, apenas Eduardo Suplicy foi solidário (no Facebook e Twitter) com seu companheiro de campo ideológico. Não vi sequer uma linha de defesa por parte de Lula, Dilma, Gleisi ou Haddad. Aliás, há um ano no episódio da retroescavadeira, estes mesmos se recusaram a apoiar Cid Gomes contra os milicianos de Sobral. Em contrapartida, a ex-ministra e presidenciável da Rede Marina Silva até vídeo bem-humorado recitando poema de apoio fez para Ciro e Felipe, com ênfase para a campanha #CalaBocaJáMorreu.

Entretanto, pior do que se recusar a ter empatia com um ex-aliado é ser covarde e oportunista como a dupla lacradora Fernando Haddad e Jean Willys foram. O ex-prefeito fez, nesse sábado, um ataque gratuito a Ciro em seu perfil no Twitter, dizendo o seguinte disparate: “Aspirante a Lacerda não pode querer se passar por Getúlio”. Já o ex-deputado psolista disse horas depois: “Eu tenho pena de Ciro Gomes...”. Bem, Ciro não se rebaixou para responder ambos, mas eu me encarregarei para tal; “Fernando Haddad Cardoso” é um notório liberal ex-Insper, que mira em Lula, mas acerta no FHC. Briga de igual para igual em carisma com Geraldo Alckmin. Já o ex-BBB radicado na Alemanha, começou até bem na política e atualmente só vem a público para fazer o papel que melhor lhe cabe: o de puxadinho do PT.


A verdade é que boa parte dos petistas e seus asseclas já entenderam que Ciro é a terceira via para a disputa presidencial de 2022. Uma vez que ele faz um claro aceno ao Centro nas últimas postagens e entrevistas. É evidente que Lula é o favorito – caso realmente possa ser candidato – para vencer as eleições do ano que vem. Todavia, ninguém vence ou perde de véspera. Os lulistas ainda não entenderam que o antipetismo segue sendo a maior força política no país. Certeza mesmo eu tenho de que quem nasceu para ser Poste, jamais vai brilhar mais do que uma verdadeira Estrela.

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo