• Ghiri

Eduardo Bolsonaro recua sobre fala pelo fechamento do STF: foi em "tom jocoso"

Atualizado: Jul 24

O deputado federal e filho do atual presidente recuou em sua fala sobre o fechamento do STF em que citava a necessidade de mandar apenas "um soldado e um cabo".

Eduardo Bolsonaro (centro) e Jair Bolsonaro (esq.). Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.


Eduardo Bolsonaro que hoje ocupa o cargo de deputado federal (PSL/SP), afirmou nesta segunda-feira (05/04/2021) que sua fala, anterior as eleições de 2018, foi realizada em "tom jocoso". A declaração à época em que foi realizada, indicava uma tendência autoritária do parlamentar, que dava o entendimento de que para a realização de um golpe militar bastariam apenas a presença de um soldado e um cabo, sem que houvesse resistência a um golpe.


A declaração de hoje do filho de Jair Bolsonaro foi dado em meio ao contexto de debate com deputados de oposição durante reunião do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.


"O que ocorreu foi que, numa palestra dada para alunos de concurso público, eu fiz em tom jocoso uma brincadeira parafraseando o presidente Jânio Quadros, que em certa medida falou 'por alguns segundos, pensei em fechar o Congresso e ter-me-iam bastado um cabo e dois soldados'"


Na época, a fala do deputado foi condenada por parte de políticos de centro e esquerda, enquanto ministros de tribunais superiores buscaram reforçar que as instituições estavam funcionando normalmente.



Tags:

0 comentário