• Ghiri

Jornal francês, Le Monde, aponta influência americana na atuação de Moro a frente da Lava Jato

Atualizado: Jul 25

Neste domingo (11/04/2021) o jornal francês de grande circulação, Le Monde, publicou reportagem apontando a influência norte americana na operação Lava Jato. Tal constatação é baseada nas conexões que envolvem o ex-juiz e principal destaque da operação, Sérgio Moro, com órgãos de inteligência dos Estados Unidos da América.


No texto publicado pelo jornal destaca-se a fato de que a operação representou uma série de interesses, mas não à democracia brasileira. Segundo a reportagem a ligação entre membros da operação e o governo americano se deu ainda durante o mandato de George W. Bush, antecessor de Barack Obama, que foi empossado no ano de 2009.


O texto diz que a administração do então presidente norte-americano buscou “aumentar a ação antiterrorista de Brasília” e tentou criar uma “uma rede de especialistas locais, capazes de defender as posições americanas ‘sem parecerem joguetes’ de Washington”


É apontada a participação de Sérgio Moro no caso Banestado e suas passagens como convidado do Programa de Visitantes Internacionais do Departamento de Estado nos EUA. Segundo a matéria Moro teria realizado viagem ainda no ano de 2007 para o país, na qual teria realizado contatos dentro do FBI, do Departamento de Justiça e do Departamento de Estado.


Os autores da reportagem ainda disseram acreditar que a operação estava obcecada em bloquear o PT e destacou que no ano de 2015, agentes da Polícia Federal e do FBI se reuniram em Curitiba para dar explicações do andamento da operação Lava Jato.


Tags:

0 comentário