• Ghiri

Maia: Ciro tem condições de liderar projeto de Centro

Ex-presidente da Câmara e um dos principais articuladores políticos da atualidade, Rodrigo Maia, enxerga em Ciro uma alternativa viável para 2022.


Nesta semana o presidenciável Ciro Gomes participou de diálogo online com o deputado federal e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), para discutir o cenário político nacional e as saídas para a crise brasileira, a qual Ciro destaca como a pior da história do país.


Maia é apontado como um dos principais líderes na organização política para a candidatura de centro. Candidatura esta que já foi especulada com nomes como Luciano Huck e os psdbistas João Dória e Eduardo Leite. Para o parlamentar do Democratas, Ciro Gomes tem condições de liderar esse projeto apesar de ter um perfil mais alinhado a esquerda. Nos últimos meses Ciro tem buscado se posicionar como o nome que encabeçará este bloco político, e trava com Lula, disputa na busca por apoio político de partidos de centro como o PSD e o PSB.


O movimento de maior destaque nesta possível aliança de centro, foi a carta assinada em conjunto por seis presidenciáveis em defesa da democracia. Participaram deste ato em defesa da Constituição e em repúdio a conduta autoritária de Jair Bolsonaro, os políticos: João Amoedo (Novo), o ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), João Dória e Eduardo Leite (PSDB), e o apresentador Luciano Huck (Sem partido). Especula-se ainda que o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, tenha tido sua participação no manifesto barrada por Ciro Gomes, o qual já teceu pesadas críticas a atuação política do ex-juiz quando ainda atuava no judiciário.


“Acho que ele tem condições de liderar esse projeto de Centro”, reconheceu Maia sobre Ciro. Para o deputado, o ex-governador do Ceará se tornou uma alternativa real entre as opções que estão sendo discutidas pelos participantes dessa discussão. “Acho que as pessoas começam a pensar na hipótese”


Na noite de terça-feira 6, Ciro e Maia participaram de uma live organizada pela Fundação Fernando Henrique Cardoso, na qual discutiram as principais questões nacionais. E ambos criticaram fortemente a atuação de Bolsonaro.


“Bolsonaro tem a personalidade dos covardes”, disparou Ciro. “Se ele sentir que o antagonismo a ele é frouxo, ele avança. Se sentir que o antagonismo é forte, ele recua. E recua de forma covarde e vergonhosa como está fazendo agora”, afirmou.

Foto: Ricardo Moraes/Reuters

0 comentário