• Ghiri

Maia: conversa entre Bolsonaro e Kajuru é gravíssima

Bolsonaro pressionou o Senador a pedir abertura de impeachment de ministros do STF e a apurar atuação de prefeitos e governadores durante pandemia. VIDEO


No último domingo o Senador Jorge Kajuru (Cidadania/GO) divulgou por meio de suas próprias redes sociais o áudio de um diálogo que teve com o atual presidente da república, Jair Messias Bolsonaro.


O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia afirmou por meio de suas redes sociais que o diálogo entre os dois políticos é gravíssimo e pode ser apurado na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) sobre a Covid-19 e a omissão do governo no enfrentamento da pandemia.

"A conversa entre um senador e o Presidente da República articulando contra uma CPI e um ministro do STF é um fato gravíssimo. A própria CPI poderá investigar o possível crime do Presidente da República." declarou Rodrigo Maia.

Para o atual Deputado Federal, Marcelo Freixo (PSOL/RJ) a conversa entre Bolsonaro e Kajuru configura crime de responsabilidade do presidente, pois indica uma tentativa de intervenção do chefe do executivo no Legislativo e uma tentativa de intimidação ao Supremo Tribunal Federal. Freixo ainda mostrou-se contrário a decisão de modificara o objetivo da CPI e exigiu instalação imediata.

"A conversa entre Bolsonaro e Kajuru é a prova de mais um crime de responsabilidade do presidente, que tenta intervir no Legislativo e intimidar o STF. O objeto da CPI da Covid não pode ser modificado. Bolsonaro está morrendo de medo e tenta sabotar as investigações."

Em conversa por telefone divulgada pelo próprio senador em suas redes sociais, Bolsonaro dá a entender que, se houver pedidos de impeachment contra ministros da Corte, pode ocorrer mudanças nos rumos sobre a instalação da comissão.


“Você tem de fazer do limão uma limonada. Tem de peticionar o Supremo para colocar em pauta o impeachment (de ministros) também”, disse Bolsonaro ao senador. “Sabe o que eu acho que vai acontecer, eles vão recuperar tudo. Não tem CPI… não tem investigação de ninguém do Supremo”, disse Bolsonaro, durante a conversa. Kajuru respondeu que já tinha entrado com pedido de afastamento do ministro do STF Alexandre de Moraes, ao que Bolsonaro respondeu: “Você é 10”.


Jair Bolsonaro neste diálogo cobrou por uma CPI que seja ampla e desta forma possa atingir prefeitos e governadores.


“A CPI hoje é para investigar omissões do governo Bolsonaro, ponto final. Se não mudar o objetivo da CPI, ela vai só vir pra cima de mim. Tem que mudar a amplitude dela”, comentou Bolsonaro. “Se não mudar, a CPI vai simplesmente ouvir (o ex-ministro da Saúde Eduardo) Pazuello, ouvir gente nossa, para fazer um relatório sacana.


Confira o diálogo completo:



0 comentário