• Ghiri

Marina Silva nega "sumiço" e é apoiada por Ciro Gomes

Candidata a presidência em 2018 relata falta de espaço nos veículos de imprensa e na mídia tradicional e confirma posicionamentos diários contra Bolsonaro e sua gestão.

Foto: Nelson Almeida/GaúchaZH.


Principal líder do partido Rede, a ex-ministra do meio ambiente e principal figura pública brasileira com respeitabilidade sobre o tema, Marina Silva se posicionou por meio de suas redes sociais nesta terça-feira negando um suposto "novo sumiço" a qual vem sendo acusada.


Por meio de suas redes sociais a política publicou:


"Precisamos falar sobre 'Marina sumida'.

O processo de invisibilização na esfera pública é uma das estratégias mais utilizadas para abafar a voz da mulher na política. Esse processo vai minando nossa relevância, ocultando-nos da história e da memória e, sem memória, não há identidade. Mesmo que diariamente eu fale

com a imprensa, publique artigos, participe de lives e entrevistas, repetidamente, alguém passa por aqui para me chamar de “sumida” ou “a que aparece apenas de 4 em 4 anos”. Se isso fosse realmente verdade, como essas pessoas poderiam fazer esses comentários todos os dias?

Essa é uma estratégia de ocultação. Ainda que estejam registrados, em todas as minhas redes sociais, minhas falas e meu posicionamento diários, essas pessoas continuam repetindo isso como um mantra.

Todos os dias, posiciono-me sobre os mais diversos temas que afetam a vida dos brasileiros, inclusive, sobre os desgovernos de Bolsonaro e, para saber disso, bastava fazer o básico, uma simples checagem com poucos cliques.

E não para por aí! A estratégia de invisibilização ainda é endossada por alguns veículos de imprensa, como nesta matéria que diz que eu “voltei” e “quebrei o silêncio” sobre o governo Bolsonaro. Pergunto: qual silêncio?

Entretanto, o compromisso de matérias como essa não é com a verdade, é com a descredibilização, sutil ou explícita, intencional ou não, da minha voz e da minha imagem.

Não vou aceitar a reprodução e a repetição dessa estratégia arrogante e preconceituosa de invisibilização!"


Na sequência a esta publicação o presidenciável Ciro Gomes (PDT) se solidarizou a postagem de Marina e divulgou vídeo em que relata a importante e constante participação de Marina Silva na vida pública brasileira, em especial na pauta ambiental, ao qual se referiu como a pessoa que melhor entende a questão amazônica mundialmente.

"Acho que a Marina é uma figura extraordinário e tem se dado pouca voz a ela [...] ninguém dá voz a essa mulher, ela está rouca de falar, estava em Nova York, está falando pelos cotovelos [...] não é um tesouro que a gente possa jogar fora assim"



0 comentário