• Carlos Eugênio dos Santos Lemos

Militares do Exército Brasileiro na mira da CPI da Covid

Presidente e Governadores ficam de fora do primeiro alvo da CPI. Militares serão os primeiros a serem investigados pela CPU da covid

Foto: TonyWinston.


A CPI da Covid instaurada no Senado Federal terá como o seu primeiro alvo os Militares, os generais Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, e Walter Braga Netto, atual ministro da Defesa, que foi o responsável pelo comitê de crise na época que ocupava o ministério da Casa Civil, assim como outros oficiais devem comparecer na CPI para prestar esclarecimentos. Os dois generais entraram na mira do Tribunal de Contas da União (TCU) e na de membros da CPI.


A convocação do ex-ministro da saúde Eduardo Pazuello já era tida como certa, contudo, como apurou o Estadão, o Ministro da Defesa Braga Neto não atuou para “preservar vidas” segundo os técnicos do TCU.


Segundo o senador Otto Alencar (PSD-BA) “O Ministério da Saúde não é só Pazuello. Existe uma estrutura organizacional de cargos, com responsabilidades. Quando o Pazuello foi ao Senado, seu secretário executivo (o coronel da reserva Elcio Franco) estava do lado”, disse.

Sobre a conduta de Braga Netto, afirmou: “Vamos averiguar, pedir informações ao TCU. A investigação vai ditar os requerimentos de informações e as convocações”.

De acordo com os interlocutores do Palácio do Planalto, o governo avalia que se convocarem apenas o ex-ministro Pazuello seria lucro, tendo em vista que, a equipe mais próxima de Pazuello na época era formada por cerca de 20 nomes, tanto da ativa quanto da reserva.

0 comentário