• Elisa Costa

Ministério da Economia eleva projeções do PIB e da inflação em 2021

O órgão destaca recuperação do setor de serviços, indicando proximidade com o nível pré-crise.


Nesta terça-feira (18), a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia divulgou o Boletim MacroFiscal, com estimativas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 3,50% e de aumento da inflação para 5,05%, no ano de 2021. No boletim anterior - do mês de março - a projeção do PIB era de 3,2% e da inflação era de 4,42%.


“Apesar de o valor (da estimativa para o IPCA) estar acima da meta de inflação de 3,75% para o ano de 2021, o mesmo encontra-se dentro do intervalo de tolerância”, diz o documento da SPE.


A pesquisa avaliou o processo de vacinação da população contra a Covid-19 como fator positivo sobre o setor de serviços. Um levantamento feito pela SPE com dados de 30 países sugere que cada aumento de 10 pontos percentuais das doses de vacina aplicadas por 100 habitantes está relacionada à elevação de, em média, 0,13 ponto percentual.


A alta da estimativa do PIB levantou ânimos no cenário econômico depois da queda recorde de 4,1% em 2020, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).


Banco Central do Brasil


As projeções do último Boletim Focus para o ano de 2021, publicado pelo Banco Central nessa segunda-feira (17), são diferentes: o mercado calcula crescimento de 3,21% no PIB e 5,15% no índice de inflação.


Os números para 2022


Para 2022, o governo estima crescimento de 2,50% no PIB e de 3,50% na inflação, e tanto neste ano quanto no próximo, a margem de tolerância na meta é de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

0 comentário