• Carlos Eugênio dos Santos Lemos

Orçamento Federal: Bolsonaro entre Guedes e Lira

Bolsonaro está entre perder o seu Ministro da Economia e sua base no congresso nacional.


O governo Bolsonaro está encravado no orçamento da união desde o ano passado, mas quando analisado pelo Congresso Nacional foram colocados na lei do orçamento diversas emendas parlamentares que podem furar o teto de gastos.


Em reunião na terça-feira (13/04/2021) o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), alertou o presidente Jair Bolsonaro que o governo perderá a base de apoio caso vete o projeto e não conseguirá mais aprovar nenhuma matéria no Congresso, incluindo as reformas administrativa e tributária.


Guedes voltou a defender o veto argumentando que Bolsonaro pode cometer crime de responsabilidade, o que poderia levar o presidente a enfrentar um processo de impeachment. Mais uma vez o ministro chegou a colocar o cargo à disposição, mas não foi levado a sério.


Estavam presentes na reunião com o presidente: Lira, Guedes, o ministro Luiz Eduardo Ramos da casa civil, a recém nomeada ministra Flávia Arruda da Secretaria de Governo e Wagner do Rosário (Controladoria-Geral da União).


Segundo apuração do Estadão, o clima entre a área política e a econômica do governo federal continuam em tensão, as divergências entre os grupos ficaram claras nessa reunião e o presidente, agora tem até o dia 22 de abril para sancionar a lei do orçamento federal de 2021.

0 comentário