• Ghiri

Pazuello perde foro privilegiado e será investigado por omissão

Após deixar o cargo de Ministro da Saúde no governo, Pazuello será investigado pela possível omissão em Manaus.


Nesta quarta-feira (24/03/2021) o ministro do STF, Ricardo Lewandowski encaminhou o processo que irá investigar possível omissão por parte do ex-ministro da saúde Eduardo Pazuello no caso envolvendo a falta de oxigênio na cidade de Manaus no mês de janeiro de 2021.


Com a perda do cargo de ministro, o caso que era analisado pelo Superior Tribunal Federal, agora o caso será encaminhado para investigação em primeira instância devido a perda do foro privilegiado.


A investigação se dará no Distrito Federal segundo declaração do Ministro Lewandowski.

“Considerando que o presente inquérito trata de supostos crimes praticados a partir do Distrito Federal, sede do Ministério da Saúde, determino a remessa dos presentes autos a uma das Varas Criminais da Seção Judiciária Federal de Brasília”

Pazuello afirmou ainda em fevereiro que não houve omissão por parte da pasta diante da crise enfrentada no estado do Amazonas, no entanto a empresa fornecedora de oxigênio "White Martins" alega ter enviado uma carta ao ministério no dia 08 de janeiro alertando para a possível falta do insumo em hospitais da região.


Posteriormente em 18 de janeiro, o STF confirmou a informação de que o governo federal estaria ciente da escassez de oxigênio para tratamento de saúde na cidade de Manaus.


Pazuello tem dado declarações públicas de que teria sido sabotado na atuação dentro do ministério, e que haveriam 8 ações distintas com o objetivo de prejudicá-lo na atuação ministerial. Em reunião com sua equipe Pazuello afirmou que sofreu boicote interno e pressões políticas pela sua saída.


Confira o documento relatado pelo ministro Ricardo Lewandowski na íntegra:

lewandowski-inquerito-pazuello-1-instanc
.
Download • 164KB

0 comentário