• Tainara Cavalcante

PDT entra com ação contra Bolsonaro

A demora e desorganização do governo para começar a vacinação é um dos principais assuntos da denúncia.


Nesta quinta-feira (7) o Partido Democrático Trabalhista (PDT) protocolou uma ação contra o Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por crimes contra a saúde pública.

A chamada notícia-crime teve a assinatura do presidente do Partido, Carlos Lupi, e do ex-candidato à presidência, Ciro Gomes. Ela também foi protocolada no Supremo Tribunal Federal (STF).


Essa espécie de denúncia é feita quando as autoridades competentes precisam ser notificadas, para começar a investigação. Contudo, é necessário expor o caso aos órgãos jurídicos, como a polícia e o Ministério Público, por exemplo.


Entre os crimes apontados estão a demora para começar a vacinação contra a COVID-19 e a recomendação do uso de medicamentos sem comprovação científica.


A justificativa da denúncia, segundo o partido, é a de que o presidente insiste em politizar o assunto, além de não ter um plano concreto para a vacinação.


Outras ações


Outra notícia-crime havia sido feita pelo PDT em fevereiro deste ano, por “abuso e uso indevido” dos meios de comunicação nas eleições de 2018.


No mês passado, o partido já havia entrado com outra ação contra o presidente Bolsonaro. No dia 12 de Abril, o partido havia protocolado um pedido de impeachment pelo que chamaram de “ameaça ao livre exercício dos poderes”.


Isso sem contar com o pedido de impeachment feito pelo PDT junto a outros quatro partidos em janeiro, depois da crise sanitária no Amazonas.

0 comentário