• Carlos Eugênio dos Santos Lemos

PDT envia Notícia-Crime contra Salles ao STF

Documento foi protocolado na última quinta-feira.


O Partido Democrático Trabalhista (PDT) entrou com uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, por “fugir do escopo traçado” para a existência da pasta que dirige. O documento foi protocolado na última quinta-feira (15/04/2021)


O partido afirmou na notícia-crime que Salles “privilegia o lucro do setor privado em detrimento do meio ambiente” e tem “empreendido esforços com o cerne de atrapalhar medidas de fiscalização ambiental”. A sigla afirma que o ministro “aliou-se às organizações criminosas” no caso da Operação Handroanthus, pela Polícia Federal, relacionada a apreensão de madeira ilegal.


Para o PDT, Salles se utiliza de cargos “para a consecução de interesses privados”.

“A estrutura consubstanciada na mixórdia do interesse privado sobre o público perpassa pelos fatos de empreender esforços na defesa dos investigados no âmbito de operação da Polícia Federal e no expediente de embaraçar os atos investigativos, o que evidencia atuação parcial e tendenciosa na condução da pasta”.

Na quinta-feira passada (15/04/2021), o diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, decidiu trocar o chefe do órgão no Amazonas, Alexandre Saraiva, que pediu investigação contra o titular da pasta do Meio Ambiente.


Em atrito com Salles por causa da maior apreensão de madeira do Brasil, Saraiva encaminhou ao STF uma notícia-crime em que cita condutas do ministro e do senador Telmário Mota (Pros-RR) que atrapalhariam medidas de fiscalização.


No ofício, Saraiva afirmou que Salles dificulta fiscalização ambiental e patrocina interesses privados.

0 comentário