• Ghiri

Prefeitos de MG enviam ofício a Zema com pedido de socorro a falta de oxigênio

Associação de municípios de Minas Gerais enviou ofício ao governador Romeu Zema (Novo/MG) para evitar o desabastecimento de oxigênio em meio a pandemia.


O alerta foi realizado pelo presidente da Amams (Associação Mineira da Área Mineira da Sudene) e prefeito da cidade de Padre Carvalho, José Nilson Bispo de Sá (Republicanos/MG). Neste protocolou José Nilson pediu socorro financeiro e acionou o Ministério Público para tentar garantir auxílio financeiro a hospitais das cidades-pólo do Norte de Minas.


Segundo o presidente da Fundação Hospitalar de Amparo ao Homem do Campo, Edilson da Silva Pinto, o hospital de Manga está tendo que recorrer à ajuda de municípios vizinhos, já que o fornecimento semanal de oxigênio teria caído.

"Como houve uma diminuição no fornecimento semanal de oxigênio por parte do nosso fornecedor, os cilindros que recebemos não suprem mais a demanda, por isso, temos que pedir ajuda em outros hospitais"

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti confirmou ter acionado o Ministério da Saúde para evitar que haja o desabastecimento em meio a alta no número de internações devido a pandemia de coronavírus em todo o estado e consequentemente o aumento no volume consumido de oxigênio.


Ainda segundo o secretário no momento não há uma situação de emergência com relação a falta de oxigênio, com crise por falta de abastecimento como ocorrido no estado do Amazonas, onde mais de 50 pessoas vieram a óbito devido a falta do insumo, mas existe uma preocupação do governo estadual para que tal situação não venha a ocorrer.

0 comentário