• Ghiri

PSL e DEM disputam controle de novo partido que será gerado a partir de fusão

União entre os dois partidos deverá gerar atritos, em especial no estado de São Paulo. PSL deverá apoiar candidatura proveniente do MBL.


Com a proximidade da confirmação de união entre as duas legendas partidárias, as disputas por espaço internas nos diretórios da nova sigla se acirram. De acordo com informações publicadas pela revista "Isto É Dinheiro" a articulação entre PSL e o líder nacional do DEM, ACM Neto, o comando do estado de São Paulo deverá ser destinado ao PSL.


O deputado federal Júnior Bozzella, atual presidente do PSL-SP e vice-presidente nacional do partido declarou ao "Estadão": "Está sacramentado que o controle do diretório em São Paulo é nosso. Faz parte do acordo".


Atualmente quem está a frente do comando do DEM no estado de São Paulo é Alexandre Leite, filho do vereador da capital paulista Milton Leite, porém ao que tudo indica a fusão entre os dois partidos deverá removê-los da liderança do partido.


Enquanto o DEM ventilava a possibilidade de trazer Geraldo Alckmin para disputar o governo do estado de São Paulo o PSL se aproxima do MBL, com a expectativa de possivelmente lançar Arthur do Val (Mamãe Falei) como candidato ao governo do estado de São Paulo ainda nas eleições de 2022.


A fusão entre as duas siglas deverá ser oficializada até o mês de outubro de acordo com a expectativa das lideranças partidárias envolvidas.

0 comentário