• Carlos Eugênio dos Santos Lemos

Sem voto impresso Bolsonaro afirma que não haverá eleição em 2022

O presidente Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira (06/05/2021) em tom de ameaça, que não vai ter eleição em 2022 no Brasil caso o Congresso aprove uma regra que valide o voto impresso, mas eventualmente a mudança não entre em vigor, após tecer duras críticas ao presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Barroso.



A fala veio em em sua live semanal nas redes sociais, Bolsonaro citou trecho de entrevista que o ministro barroso deu recentemente em que afirmou que seria um “caos” a adoção do voto impresso. Jair Bolsonaro ainda chamou o ministro do STF de "dono do mundo", "homem da verdade absoluta" e que "não pode ser contestado".


Bolsonaro disse que os defensores da democracia, que querem que o voto "valha de verdade", têm de ser favoráveis a adotar a medida para tornar o voto auditável. O presidente ainda parabenizou os seus aliados, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Bia Kicis (PSL-DF), e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) por darem prosseguimento à tramitação de uma proposta de emenda à Constituição nesse sentido.

O presidente insinuou que os contrários à adoção do voto impresso poderiam estar com medo do resultado da votação, ironizando que podem acreditar em "Papai Noel" ou que teriam interesse em se beneficiar com o resultado.

0 comentário