• Carlos Eugênio dos Santos Lemos

TSE autoriza saída de Tabata Amaral do PDT

O TSE autorizou que a deputada Tabata Amaral deixe o PDT sem perder o seu Mandato

Foto: Jane de Araújo/Agência Senado


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) liberou ontem (25/05/2021), a deputada federal Tabata Amaral para deixar o PDT sem perder o seu mandato. Amaral tentava se desfiliar desde 2019, um ano após a sua eleição, alegando justa causa por “grave discriminação pessoal” dentro da sigla.


Tabata acionou o TSE logo após ela e mais sete pedetistas votarem a favor da reforma da previdência, indo contra a orientação do partido. Os oito filiados acabaram alvos de processos internos por infidelidade partidária na Comissão de Ética da legenda. “Estou feliz em saber que agora, em outro partido, poderei contribuir”, publicou a deputada em suas redes sociais.


O PDT havia um projeto de reforma da previdência alternativo ao que foi aprovado na época, e dirigentes pedetistas afirmaram que a deputada havia participado da reunião que fechou questão contra o texto do governo.


Tabata Amaral foi eleita para o seu primeiro mandato em 2018 pelo PDT e faz parte do movimento RenovaBR, uma iniciativa política idealizada em 2017 pelo empresário Eduardo Mufarej.

0 comentário