• Welyson Lima

Twitter marca postagem de Eduardo Bolsonaro com aviso de publicação enganosa

Atualizado: Jul 24

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) postou que lockdown contribui com aumento na circulação do coronavírus.


O filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) foi marcado pelo Twitter após divulgar em sua rede social que o lockdown, medida de contenção e segurança da pandemia por Covid-19, é o causador do aumento na proliferação do coronavírus no Brasil.


A rede social nesta segunda-feira (12/04/2021) colocou um aviso de publicação enganosa e prejudicial referentes à Covid-19 na postagem feita pelo filho do presidente, em que ele escreveu: "Lockdown é o oposto de distanciamento social. No lockdown as pessoas são condenadas a ficarem confinadas em casa, aumentando a proliferação do vírus", disse.


O Twitter não excluiu o post do parlamentar, no entanto, marcou a postagem com aviso segundo o qual, o texto publicado por Eduardo Bolsonaro viola as regras de publicação de informações enganosas. De acordo com o Twitter, o conteúdo do post de Eduardo Bolsonaro pode ser considerado de interesse público e por isso, manteve o texto disponível para acesso. Não são mostradas mais curtidas, retuítes e não é mais possível responder a mensagem.


O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) já se envolveu em outras polêmicas, relacionadas a outros posts em suas redes sociais. No próprio Twitter, no mês de março de 2020, o deputado publicou uma mensagem em que dizia que a "culpa" da crise do coronavírus era da China. À época, diferentemente de agora, a mensagem dele não recebeu aviso por parte do Twitter. Mas ficou acessível ao público.


À época, foi preciso que o então presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pedisse desculpas à China pela mensagem do deputado. O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, também repudiou a publicação do deputado e exigiu de pedido de desculpas.

Tags:

0 comentário